Em que o Management 3.0 pode lhe ajudar?

Depois de 03 turmas no Brasil, já temos agora mais de 50 pessoas que participaram do nosso treinamento Management 3.0, que é licenciado por Jurgen Appelo – autor do livro com mesmo título.
O feedback destas turmas foi bastante positivo, seguindo o nosso novo modelo de avaliação de treinamentos, temos um NPS (Net Promoter Score) de 9.2, o que nos rendeu inclusive o seguinte tuíte do autor:

Mas, o que discutimos nestas turmas? Como padrão, no início de cada um destes treinamentos, avaliamos as principais questões de cada aluno que possam ser atendidas por uma das visões do Management 3.0 e trabalhamos nelas em cada parte do treinamento. Dentro deste contexto, os pontos abaixo foram os mais trabalhados nestas turmas:

  • Como trabalhar na resistência que as pessoas têm a um processo de mudança?
  • Como posso manter as equipes fiéis à proposta de mudança?
  • Como identificar o que motiva cada pessoa de um time?
  • Como desenvolver a maturidade da equipe para melhorar a auto-organização e colaboração?
  • Como motivar o time a auto-organizar de verdade?
  • Como influenciar outros departamentos da empresa a adotarem/aceitarem métodos ágeis?
  • Como melhorar o entendimento do cliente por valor?
  • Como favorecer a troca de conhecimento?
  • Como liderar em ambiente fortemente competitivo e com projetos de alta complexidade?
  • Como adaptar novas pessoas no ritmo de um time ágil?
  • Como posso manter a empresa como um todo alinhada e respeitar as limitações de negócio?
  • Como manter alguma ordem em um ambiente sem previsibilidade?
  • Como ajudar o comercial a entender o novo mindset de Agile?
  • Qual é a melhor forma para dar feedback para times e indivíduos?
  • Como criar disciplina nos métodos ágeis para projetos grandes com equipes remotas?
  • Como lidar com um Product Owner ausente?
  • Como unir times que trabalham com tecnologias e metas diferentes?
  • Como favorecer a comunicação entre times?
  • O que fazer para a auto-organização não desmotivar especialistas (arquitetos, testers, etc.)?
  • Como avaliar o progresso do investimento em conhecimento para o time?
  • Como melhorar meus conhecimentos de liderança?
  • Como posso remover o medo que as pessoas tem em “prestar contas” (accountability)?
  • Como trazer o cliente para dentro do processo de mudança?
  • Como envolver stakeholders funcionais em meus projetos?
  • Como fazer com que o time não perca a motivação em projetos com prazo definido?
  • Como trabalhar com metas setoriais (PMS) em um ambiente ágil?
  • Como dar empoderação para times remotos?
  • Como empoderar sem se desligar do que tem que ser feito?
  • Como gestor, ao empoderar times não estarei “cavando minha própria cova”?
  • Quais as melhores estratégias para liderar uma transformação de Agile na minha empresa?

Por mais que possa não haver uma resposta exata para algumas destas questões, todas elas –  e outras – foram bastante discutidas, reunindo experiências e confrontando possibilidades. O resultado tem sido bastante interessante e praticamente todos os alunos têm saído de sala de aula com um “plano de ação” para aplicar de imediato vários conceitos do Management 3.0.

E você, em quais dos seus problemas você acredita – ou gostaria – que o Management 3.0 possa lhe ajudar?

 

Alexandre Magno

2 Comments

  1. Olá Cássio, o grande problema é que hoje, as técnicas utilizadas para montar e executar uma estratégia não são amigáveis aos eventos imprevisíveis que geram mudança. Com isso ficamos céticos para ver o plano “dar certo” para então sermos felizes! 🙂 Mas na verdade, como você bem disse, os eventos imprevisíveis sempre acontecem, a cada dia mais. Portanto, a forma com que pensamos e executamos a estratégia é que tem que mudar, trabalhando com soluções mais adaptativas e diminuindo a expectativa por “previsibilidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *