Gestão 3.0 transforma o papel do gestor e auxilia empresas a se adaptarem à imprevisibilidade do mercado

por Alexandre Magno

O mundo está cada dia mais complexo e, diferentemente do que pregam renomados manuais de gestão empresarial, não é mais possível simplesmente repetir boas práticas na resolução dos problemas organizacionais. O dinamismo e a velocidade com que a informação e o conhecimento circulam fizeram com que o ambiente corporativo se tornasse instável e, consequentemente, complexo.

A chave para o sucesso está na forma como o mercado lida com esta complexidade. A maioria das empresas tem aplicado soluções inapropriadas que tentam simplificar os processos organizacionais. Em ambientes desse tipo, é preciso buscar soluções específicas para cada tipo de problema. Assim, as equipes de trabalho e seus líderes têm que estar preparados para um processo de adaptação contínua que responde rapidamente aos acontecimentos imprevisíveis do mercado.

Para tanto, é necessário reinventar o tradicional modelo de gestão baseado no conceito comando-controle, segundo o qual o bom gestor precisa saber cobrar bem e a palavra de ordem é a produtividade. A gestão 3.0 vem justamente transformar o papel do gestor, que deve trabalhar como uma espécie de guia de um time auto-organizado e capaz de tomar algumas decisões por conta própria.

O modelo foi apresentado por Jurgen Appelo em seu livro, Management 3.0, e valoriza o fator humano, as pessoas e o processo de interação entre elas. Os principais conceitos são a motivação do time e o desenvolvimento de competências. O poder precisa ser descentralizado nas empresas, mas o gestor precisa estar preparado para “empoderar” as pessoas certas, mantendo a harmonia da equipe e criando as condições ideais para que os profissionais conquistem os melhores resultados.

A gestão dos profissionais é considerada um dos maiores entraves da transição para a metodologia ágil. Ainda que mais empresas tenham investido na implantação de métodos ágeis de gestão de projetos, existe uma grande carência no setor de especialização para os líderes de time e gerentes de desenvolvimento no comando de equipes que trabalham segundo o conceito.

belias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *