Entendendo nossas motivações

Em meus primeiros dias como Scrum Master, eu lembro de quebrar a cabeça pensando em formas de motivar o DevTeam e o Product Owner, muito embora eles já estivessem motivados pelo novo projeto e pela nova forma de trabalhar.

Algumas coisas funcionaram, outras não e uma série de outras que não funcionaram da forma como eu esperava.

Depois disso, quando começamos com a AdaptWorks, nos reunimos para criar a chamada “meta da empresa”, “princípios” e coisas do tipo. Claro, isso é importante, mas é muito mais difícil do que parece ser. Hoje sabemos que a primeira coisa que deveríamos ter feito era entender o porquê de criarmos a empresa.

Isso porque hoje sabemos um pouco mais sobre o que motiva as pessoas a trabalharem. Muito disso graças a um exercício que aprendemos e gostaria de compartilhar com vocês — o Moving Motivators.

Caso achem interessante, este e outros exercícios fazem parte do treinamento Management 3.0. Se não conhece o treinamento, ele, juntamente com o livro, ajuda a ampliar nossos horizontes e a enxergar a gestão de uma outra forma.

Moving Motivators

O Moving Motivators foi criado pelo Jurgen Appelo e permite que as pessoas reflitam sobre seus motivadores e como as alterações organizacionais influenciam neles.

Este exercício foi baseado nos dez desejos intrínsecos, que por sua vez, foi derivado dos trabalhos de Daniel Pink, Steven Reiss e Deci/Ryan. E para executá-lo, é preciso imprimir este PDF e recortar as cartas.

Primeiro passo

No primeiro passo, determine quais motivadores são mais importantes para você, ordenando as cartas da esquerda (menos importantes) para a direita (mais importantes).

É importante entender que a ordem difere bastante de pessoa para pessoa. Por exemplo, no meu caso, Freedom (Liberdade) é meu motivador mais importante. Para você, provavelmente seria outro motivador.

Segundo passo

No segundo passo, considere uma mudança em sua vida — um novo emprego, uma realocação, um novo projeto — e determine como essa mudança afeta seus motivadores. Caso a mudança seja positiva, mova a carta para cima. Caso seja negativa, mova para baixo.

Você provavelmente notará que a mesma mudança pode ter impacto diferente em diferentes motivadores de diferentes pessoas. Isso é decorrente da forma como cada um percebe o impacto da mudança em seu contexto.

Outra coisa a ser notada é que esses impactos podem ser temporários. Por exemplo, um novo projeto pode fazer com que Mastery (Maestria) acabe tendo um impacto negativo, mas somente pelo tempo em que ainda estiver aprendendo sobre ele.

Terceiro passo

Este exercício revela o efeito de uma mudança organizacional em seus motivadores. E isto pode ser aplicado por gerentes ou líderes em seus times — provavelmente de forma individual. Desta forma, os gerentes podem entender melhor o que motiva seus times e entender como uma mudança pode estar afetando-os.

Fizemos esse exercício algumas vezes aqui e o resultado foi muito bom. Por isso, recomendo.

emiyasaki

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *