Veja neste artigo o que significa SAFe , como e para que ele foi criado. Confira!    

Afinal, o que siginifica SAFe?

SAFe é a abreviação de Scaled Agile Framework, é uma estrutura de princípios e práticas integradas e comprovadas de Business Agility, que incorpora conceitos de Lean, Ágil e DevOps. Criado por @DeanLeffingwell Co-fundador da Scaled Agile Inc., reconhecido como uma das principais autoridades do mundo no assunto.

O SAFe fornece os valores, mindset e orientação que capacitam times de toda a organização e não apenas o desenvolvimento de software. Tem como objetivo fornecer continuamente, de maneira mais eficiente e previsível, valor aos clientes.

O que o ágil e o Scrum são para as times, o SAFe é para as empresas.

Com uma visão abrangente dos princípios e práticas de negócios necessárias, permeia toda a organização para escalar o ágil com sucesso. Esses princípios e práticas não são todos inteiramente novos ou exclusivos do SAFe, mas foram inseridos juntos em um pacote coeso pronto para adoção por empresas com ambientes de negócios complexos.

Quando surgiu o SAFe?

Com a colaboração de outras pessoas na comunidade ágil,  foi progressivamente refinado ao longo do tempo e depois descrito formalmente pela primeira vez em um livro de 2007. Em novembro de 2019, no evento Global SAFe Summit, em San Diego (USA),  foi lançada a versão mais recente, o SAFe 5.0, que traz os conceitos de “Business Agility” para dentro do framework. 

Por que surgiu o SAFe?

Inicialmente  o SAFe foi desenvolvido para ajudar as equipes de desenvolvimento de software a colocar produtos melhores no mercado mais rapidamente. 

Em 2019 o framework teve uma importante atualização onde possibilitou que várias áreas de uma organização, além da área de tecnologia, pudessem usar o  modelo para gerenciar processos e desenvolvimento de produtos em ambientes complexos. Sempre com o objetivo de organizar as entregas de forma consistente, com previsibilidade e qualidade.

O SAFe oferece várias opções de configuração conforme o tamanho e complexidade das organizações.

Ele traz o que tem funcionado de melhor em equipes ágeis no mundo corporativo, com a possibilidade de “escalar” aos níveis mais executivos da organização.

Quais são os benefícios do SAFe?

Companhias que adotam o SAFe na sua rotina de processos tendem a obter muito mais vantagem por meio da transparência e organização, facilitando tarefas que vão desde o estratégico até o operacional e vice-versa. Entre as principais empresas que fazem uso do SAFe, temos a Intel, HP e IBM, por exemplo.

Outro ponto positivo é ter um modelo de gestão simplificado. Seus poucos elementos tão comuns a todos os níveis de atuação, tornam o aprendizado e adoção mais simples e rápidos. Os principais benefícios são:

Menos retrabalho

Práticas ágeis permitem entregas mais frequentes, o que ajuda a reduzir o retrabalho da equipe, já que o cliente poderá fornecer mais feedback, validando o produto final em pequenas partes.

Mais transparência nos processos

Com mais colaboração é possível ampliar o nível de conhecimento que as equipes têm sobre o status dos projetos e a qualidade dos produtos de trabalho, por exemplo. Permitindo que todos os envolvidos possam ter conhecimento de tudo a qualquer momento.

Valorização do negócio

Uma empresa com processos organizados e alinhados com a estratégia e metas permite uma maior entrega de valor aos clientes. O SAFe é o caminho certo para gestores que desejam aumentar a qualidade do que é entregue ao cliente e eliminar o gasto de tempo em coisas que não agregam valor.

Maior satisfação dos clientes

Qualquer empresa depende de clientes satisfeitos para ser bem-sucedida. Clientes satisfeitos são aqueles que são atendidos tanto em seus requisitos explícitos quanto em suas expectativas. A adoção de práticas ágeis é de grande utilidade nesta busca por atender tanto às necessidades explícitas quanto às expectativas implícitas. 

Como o SAFe é aplicado nas organizações?

O SAFe pode ser adotado por qualquer empresa que queira escalar seu processo de gerenciamento e organização dos processos ágeis. É importante que a empresa já tenha algum conhecimento sobre agilidade, mas não é impeditivo.

A melhor forma de adotar o SAFe é através de uma avaliação prévia do cenário atual da sua organização por uma empresa qualificada e certificada, para que seja adotada a melhor configuração do framework, de acordo com os níveis apresentados na “big picture”.

Certificações de SAFe

Se  você faz parte do time de transformação, é importante ter uma certificação que te tornará apto a atuar como um agente de mudança, e te dará ferramentas para adotar as novas formas de trabalhar.

Você conhece todas as certificações de SAFe? Gostaria de entender qual certificação de SAFe é mais aderente ao seu perfil? Acesse nosso artigo sobre quais são as certificações de SAFe.

Se a sua empresa já utiliza a práticas ágeis e você já faz parte de um time de desenvolvimento ou de gestão ágil, então é interessante aprofundar seus conhecimentos dentro do framework, na sua área de atuação.

Se você não faz parte do time de implantação, mas tem grande influência na definição de produtos e serviços que geram valor na sua empresa, é interessante realizar o treinamento de entrada: Leading SAFe 5.0.

Como obter uma certificação de SAFe?

Antes de partir para a sua certificação, é muito importante você fazer uma pesquisa no mercado para conhecer as instituições  parceiras certificadas que oferecem o treinamento.

Não fique com dúvida sobre como conquistar a sua certificação, acesse nosso artigo como obter uma certificação de SAFe.

Hoje a Adaptworks é a única empresa da América Latina Gold SPCT Transformation Partner, que oferece treinamentos de alta qualidade para empresas e profissionais que buscam este tipo de conhecimento em transformação Lean-Agile.

Adaptworks

Este conteúdo foi criado por especialistas da Adaptworks ?

Leave a Reply