Quem acompanha o nosso blog sabe: nos últimos anos, as práticas ágeis se popularizaram, trazendo uma nova forma de tocar o dia a dia das organizações. Para executar essa filosofia, a forma de organizar o trabalho também mudou.
Hoje nós vamos conhecer o trio que é um dos conjuntos mais utilizados: Epic, Feature e Story.

Esse, digamos, “artefato” é usado por praticamente metade das organizações que adotam os métodos ágeis. Vamos entender qual é esse conceito?

A gente começa falando do Story, ou a história do usuário, se preferir. Esse dispositivo mostra a necessidade ou o requisito de um usuário, e pode ser também parte de um objetivo da organização. Sua importância está em ordenar as histórias por valor de negócio, tornando mais claro o backlog do produto.

O Product Owner é o responsável único pelo gerenciamento, priorização e atualização do backlog, mas o modelo é aberto para que todos possam dar sugestões.

Já a Feature (característica) agrupa as histórias do usuário e expressa a função do produto, relacionada a uma funcionalidade que precisa de requisitos funcionais e não funcionais.
A responsabilidade pelo gerenciamento de features também é do Product Owner.

Já o “épico” é a parte integral do produto, suficiente para ter valor de negócio – ou, trocando em miúdos, a “grande história do usuário”, que expõe a necessidade macro da organização e representa a entrega total do produto. O épico é formado pelas características.

Neste item, o Product Owner é o responsável, com total poder sobre as decisões, em alguns casos; em outros, dependendo da estratégia, a responsabilidade é do Product Manager, Business Owner ou algum outro profissional equivalente.

Quer saber mais sobre Epic, Feature E Story? Fique sempre atento ao nosso blog!

Diego Bonilha

Sou formador oficial da ICAgile na trilha Agile Coaching Expert e SPC (SAFe Program Consultant) oficial. Tenho experiência como desenvolvedor, líder, gerente de projetos e Scrum Master. Agilidade em escala e novos modelos de gestão em um mundo em constante evolução são assuntos que me fascinam e por isso busco. apoiar a mudança organizacional das grandes empresas em diferentes níveis

Deixe um comentário